PLATAFORMA

Fundação Cecierj está de luto pelo Museu Nacional

A Fundação Cecierj vem por meio desta externar sua consternação diante da imensa perda provocada pelo incêndio no Museu Nacional, na noite do último domingo. Através do Museu Ciência e Vida e da organização da Feira de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado do Rio de Janeiro (FECTI), prestamos solidariedade à equipe do Museu Nacional neste momento. Sentimo-nos, como brasileiros, destituídos de um dos nossos maiores patrimônios.

Recordamos a exposição Tesouros do Museu Nacional, que esteve no Museu Ciência e Vida em 2014.

40621957_967405453444110_6318548688062906368_o

40623224_967406626777326_4880123226774044672_o

40654906_967406153444040_2147583364255711232_o

40658661_967405590110763_9118857774392934400_o

40773111_967406293444026_3429816618929094656_o

E também a FECTI, que entre 2014 e 2015 foi realizada na Quinta da Boa Vista.

40679815_1722161721229831_8986761296380690432_o

O Museu Nacional, que completou 200 anos em 2018, era o maior museu de ciências naturais da América Latina e desempenhou o papel, com seu acervo maravilhoso e suas pesquisas, de formador de cidadãos apaixonados pela ciência e ávidos por conhecimento. Reiteramos o necessário investimento em educação, cultura e ciência e tecnologia no país.

Em nota, Gabriell Neves, secretário da Sectids, secretaria da qual a Fundação Cecierj faz parte, e presidente da Faperj, também lamentou o ocorrido:

“Perdemos, na realidade, um dos melhores equipamentos de educação do Brasil. A Sectids e a Faperj estão de LUTO! Esta instituição bicentenária mexeu com a autoestima do brasileiro de maneira muito forte. O que aconteceu é de uma tristeza muito grande! Parte considerável da nossa cultura, da pesquisa e da história do Brasil se perderam, deixando o país órfão de parte significativa dos registros de sua memória. Enquanto presidente da Faperj, coloco  a instituição de fomento à disposição do Museu e ressalto que ainda esta semana eu e minha equipe faremos uma reunião com os gestores do museu para entender como a Faperj poderá ajudar na reconstrução do espaço. Vamos unir forças para que a reconstrução seja feita”.

UNIVERSIDADES CONSORCIADAS

APOIO

Governo do Estado do Rio de Janeiro